Notícias

Tour Europeu: Adilson faz a melhor volta final na Índia e pontua para o ranking mundial de golfe

12/03/2017

Brasileiro sofreu, mas passou sétimo corte consecutivo; Chawrasia faz história com bicampeonato

adilson posada olimpica

por Ricardo Fonseca

Numa semana tumultuada pela chuva, com as três primeiras rodadas só terminando no dia seguinte, o profissional gaúcho Adilson da Silva sofreu para passar o corte raspando, antes de reagir com o melhor resultado da volta final e terceiro melhor parcial de toda a semana, para ganhar 35 posições, entre a manhã e à tarde deste domingo, 12 de março, e terminar em 21º lugar no Hero Indian Open, no DLF Golf and Country Club, em Nova Delhi, na Índia, que valeu para o Tour Europeu e para o Tour Asiático. SSP Chawrasia, o favorito local, fez história ao conquistar o bicampeonato e se tornar o primeiro indiano a defender um título no Tour Europeu, e o primeiro jogador a fazer no isso circuito em mais de um ano.

Adilson terminou com  192 (73-77-75-67), quatro acima do par, num torneio onde o corte foi dez acima e apenas sete do 69 finalistas terminaram abaixo do par. Adilson fez sete birdies na volta final, incluindo um no buraco 18 que o deixou sozinho em 21º lugar e lhe garantiu pontos para o ranking mundial de golfe pela segunda semana consecutiva e pela quarta vez nos últimos sete torneios. Com mais 1,24 ponto ganho, Adilson deve subir ao menos dez posições na atualização de segunda-feira do ranking mundial, devendo chegar ao 362º lugar, com média de 0.506 ponto em 51 torneios dos últimos dois anos. Ele está hoje em 372º lugar.

Vitória – Chawrasia foi campeão com 278 (72-67-68-71), dez abaixo do par e sete de vantagem sobre Gavin Green, da Malásia, vice-campeão com 285 (72-73-65-75), três abaixo. O italiano Matteo Manassero e o escocês Scott Jamieson, empataram em terceiro, com duas abaixo, seguidos por três jogadores com uma abaixo: o espanhol Rafa Cabrera Bello, 26º do mundo e mais bem ranqueado em campo; o indiano Anirban Lahiri, 74º do mundo; e o espanhol Carlos Pigem.

Mais três Top 100 jogaram na Índia: o inglês Jordan Smith (95º) terminou em 17º; o tailandês Kiradech Aphibarnrat (84º) ficou em 22º lugar; e o australiano Scott Hend (71º), não passou o corte. Outro destaque da volta final foi o tailandês Prayad Marksaeng que fez o primeiro albatroz da temporada ao embocar de longe com a segunda tacada no bruaco 18, de par 5, usando um ferro 4.