Notícias

ProTour: amador Paulo Vitor Mattos lidera à frente de 32 profissionais, em Ribeirão Preto

25/05/2017

Segunda etapa, beneficente, do minitour vai doar parte da renda para a Casa de Nazaré

Paulo Vitor Mattos close

Paulo Vitor Mattos: amador aproveita a vantagem de jogar em casa para surpreender muitos dos melhores profissionais do Brasil. Foto: Thais Pastor

O amador Paulo Vitor Mattos somou duas tacadas abaixo do par e assumiu a liderança isolada da segunda etapa do ProTour, que começou a ser jogada nesta quinta-feira, 25 de maio, e termina amanhã, sexta-feira, no Ipê Golf Club, em Ribeirão Preto. Esta é a segunda etapa de 2017 do circuito anteriormente conhecido como Mini Tour Profissional de Golfe (MTPG) que é organizado por Marcos Silva, de Londrina (PR), e desde o fim do CBG Pro Tour, em 2015, ganhou o status de circuito oficial da Confederação Brasileiro de Golfe.

Paulo Vitor, que mudou em Ribeirão há quase um ano e joga pelo Ipê, fez seis birdies e quatro bogeys para marcar 70 e terminar à frente de 34 profissionais e mais três amadores. Paulo, que aproveitou três dos quatro pares 5 do campo, terminou uma à frente de Marcos Silva e de Giordano Junqueira, profissional de Ribeirão, que dividem a vice-liderança, com 71 tacadas, uma abaixo.

Destaques – Quatro jogadores dividem o quarto lugar, com 72 tacadas, o par do campo: Robison Gomes, Felipe Navarro, Ronaldo Francisco e Pablo de la Rua, que acaba de vencer o Aberto do PL, no último domingo. Completam os Top 10 Gustavo Teodoro e Guilherme Oda, empatados em oitavo, com 73; e Edione Nogueira e Marcelo Monteiro, que estão em décimo, com 74.

Alessandro Dantas vem sozinho em 12º, com 75 (+3), seguido por quatro jogadores com 75 (+4): Fabio Ferreira da Silva, que jogou seis acima de ida e se recuperou na volta final, e Guilherme Richers, Rafael Barcellos  e Axell dos Santos, que não conseguiram nenhum birdie em suas voltas. Os amadores Marcos Negrini, do Damha, e Éverton Menezes, do Terras do Golfe, vem empatados em 17º, com 77, com os profissionais Lorenzo de la Rua, Alexandre Holtz   e Acácio Jorge Pedro.

Beneficente – O torneio conta como apoio do Ipê e terá parte da bolsa de prêmios doada para a Casa de Nazaré, instituição beneficente parceira do clube, que cuida de crianças da periferia de Ribeirão Preto. A etapa tem ainda o apoio dos profissionais Alexandre Holtz e Gustavo Teodoro, além da diretoria e associados do Ipê Golf Club.

Os patrocinadores da etapa são a Balau Madeiras, Honda Lago San, Evolve Capital, LL Construções, Bild Exklusiv, Esselense Day Hospital, ZPP Construções, Pagano Empreendimentos e Participações, Construtora Pagano e Lian Imóveis, e chancela da PGA do Brasil.