Notícias

Profissionais: Coelho vence 7ª etapa do Pro Tour, em Campinas, por duas de vantagem.

16/08/2017

Negrini fica em 4º entre os pros. Adriano da Silva, Jane Giltrup e Jessica Cha formam pódio amador. https://goo.gl/WDxk4o

Coelho vence protour 650

Alfredo Coelho (f0to) jogou 70 tacadas, duas abaixo do par, para vencer a sétima etapa do Golf Pro Tour, nesta terça-feira, 15 de agosto, no Clube de Golfe de Campinas, na cidade de Sumaré (SP). Esse minitour com torneios de um dia ajuda a manter os profissionais brasileiros, que não têm mais torneios de grande porte, em atividade, juntamente com o Mini Tour Profissional de Golfe (MTPG), que tem competições de dois dias. Em ambos, a premiação vêm, basicamente, das inscrições pagas pelos profissionais e de amadores que ajudam ao participar das etapas.

Hélio Cacimiro jogou 72, o par do campo, para ser o vice-campeão, seguido por Vanderlei Soto, com 73. Todos os três primeiros fizeram cinco birdies cada, mas Coelho errou menos, com três bogeys, contra dois bogeys e um duplo bogey de Cacimiro, e seis bogeys de Soto.

Negrini – Dois dias depois de vencer o Aberto do Estado de São Paulo no playoff, Marcos Negrini, do Damha, em seu campo, mostrou sua boa forma ao jogar 74 (+2) e terminar em quarto, à frente de uma dúzia de profissionais. Negrini fez dois duplos bogeys, mas reagiu com dois birdies nos três buracos finais.

Empatados em quinto, com 76, ficaram Antônio Pereira, Genésio Moreira, Adriel Marques e Robison Gomes. Completaram os Top 10, empatados em nono, com 77, Gerson Soto, Ruberlei Felizardo, Guilherme Oda e Edson Urzedo. A chama principal teve 20 jogadores.

Amadores – Entre os amadores que disputaram a competição por handicaps, Adriano da Silva, do Imperial, venceu com 66 tacadas, seis abaixo, seguido por Jane Giltrup, da Academia GolfRange Campinas, vice-campeã com 69; e por Jessica Cha, de Campinas, que ficou em terceiro, com 70. Eles abriram grande vantagem sobre Laercio Suguimoto, do e Oswaldo Maeda, ambos do Lago Azul, que empataram em quarto, com 77.

Os três melhores profissionais das etapas do Golf Pro Tour e o melhor amador de cada torneio, ganharam da Academia Golf Range Campinas, vouchers para fazer análises de swing com o radar de última geração TrackMan 4, o único existente no Brasil. As análises, no valor de R$ 300 cada, são feitas no Performance Center, da AGRC, apoiadora do circuito. O uso do Trackman e de outras tecnologias oferecidas pela AGRC pode ser usada por todos os golfistas.