Notícias

PGA Tour LA: Gustavo Teodoro, do Ipê, ganha cartão condicional a temporada 2018

02/02/2018

Axell Santos e Pedro Nagayama ficam longe das vagas. Definido calendário do 1º semestre

 

Gustavo Teodoro teve uma das atuações mais regulares da semana. Foto: Thais Pastor/F2 Comunicação

O profissional Gustavo Teodoro, do Ipê GC, de Ribeirão Preto (SP) conquistou, na seletiva da Argentina, encerra nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, no Pilara Golf Club, em Pilar, na Argentina, um cartão condicional para disputar a temporada do PGA Tour Latinoamérica de 2018. O também profissional Axell Santos, da Fazenda da Grama, de Itupeva (SP), e o amador Pedro Nagayama, do São Fernando, de Cotia (SP), ficaram longe da vaga.

Com uma atuação regular, Teodoro somou 288 (72-73-72-71) tacadas, o par do campo, para empatar na 30ª colocação com mais quatro jogadores. O medalhista da seletiva, o chileno Cristóbal del Solar, que terminou em primeiro com 277 (69-71-66-71), 11 abaixo, teve que jogar um desempate com o americano Colin Monagle (74-68-66-69) para ficar com o único cartão isento para toda a temporada. Os dez seguintes, com até 282 tacadas (-6) ganharam cartões para todo o primeiro semestre. Ainda assim, foi jogado um desempate entre quatro profissionais empatados em 10º lugar, por duas dessas vagas.

Critérios – Os dois perdedores desse desempate se juntaram a 26 outros jogadores, incluindo Teodoro, para ganhar os cartões condicionais, que terminaram em três jogadores empatados em 35º lugar, com uma acima no total (289). Como foram jogadas quatro seletivas pelo continente, todas com o mesmo peso, mais de 100 jogadores ganharam cartões condicionais, pela ordem final classificações, intercalando as quatro classificatórias, e quanto mais para baixo, menor a prioridade de inscrição.

Com isso, Teodoro terá pouquíssimas chances de jogar algum torneio do primeiro semestre, colocando-se, por outro lado, como merecedor de um convite dos organizadores para o Aberto do Brasil, que integrará o PGA Tour LA no segundo semestre. Ao menos Teodoro provou para ele mesmo que está no caminho certo para competir em breve no PGA Tour LA. Durante a semana ele fez um eagle e 11 birdies, contra em duplo bogey e 11 bogeys.

Mais brasileiros – Os outros dois brasileiros tiveram destaque em uma rodada cada, mas já chegaram à volta final longe das vagas. Axell Santos foi o único que esteve perto de um cartão para o primeiro semestre ao estrear com duas abaixo, em décimo lugar. Mas, a partir daí, Axell se complicou até terminar em 60º lugar, com 299 (70-75-77-77), 11 acima. Ele fez 12 birdies na semana, mas também cinco duplos bogeys nas três rodadas finais.

Pedro Nagayama, ao contrário, começou mal, mas terminou bem, ao jogar cinco abaixo na rodada final, o segundo melhor resultado do dia, com cinco birdies, numa rara volta sem bogey do torneio. Foi o brasileiro que mais fez birdies na semana (15), mas também jogou 10 acima no terceiro dia, com direito a um triplo e um duplo bogey. Terminou um posto na frente de Axell, em 59º, com 298 (76-73-82-67), dez acima no total.

Amadores – O amador mais bem colocado do torneio foi Andres Gallegos, segundo melhor argentino do ranking mundial amador (175º lugar), que somou 279 (72-70-70-67) tacadas, 9 abaixo, para empatar em quinto e ganhar um cartão para o primeiro semestre, ao lado do também argentino Daniel Barbetti. Também ganharam cartão integral para o primeiro semestre Ignacio Sosa Quiroga, terceiro com 278 (69-70-69-70), dez abaixo, e Rafael Echenique, sétimo, com 280 (70-74-69-67), oito abaixo. Na prática, qualquer corte passado no primeiro semestre basta para garantir vaga no segundo.

Calendário 2018

 

Rodrigo Lee e Rafa Becker, os únicos dois profissionais brasileiros com cartão para jogar a temporada de 2018 do PGA Tour LA, tiveram ainda esta semana a definição dos nove torneios que comporão o calendário do primeiro semestre. A novidade é o um campeonato de Match Play, o Bupa Championship, ainda sem campo definido, no México, encerrando o semestre.

Esses nove torneios da sétima temporada do PGA Tour LA, disputado desde 2012, serão jogados em sete países, quase todos no norte do continente, com exceção de dois seguidos, na Argentina. O restante do calendário terá nove ou dez torneios, caso em que faria esta ser a temporada do circuito com maior número de eventos.