Notícias

PGA Tour LA confirma que Aberto do Brasil continua em seu calendário e será jogado em outubro

15/03/2017

Principal competição de golfe do país integrará o novo "Bupa Challenge", envolvendo quatro torneios

trofeu aberto brasil by pgala
 
Troféu do Aberto do Brasil. Foto: Enrique Berardi/PGA Tour

 

Depois do cancelamento da etapa brasileira do Web.com Tour, que saiu do calendário por falta de patrocinadores, temia-se que o Aberto do Brasil também corresse o risco de deixar o PGA Tour Latinoamérica, depois de fazer parte do circuito desde seu primeiro ano, em 2013. Ainda mais porque o PGA Tour LA, depois de demorar a divulgar seu calendário do primeiro semestre, ainda não conseguiu completar a programação da segunda metade da temporada, que permanece um mistério.

Isso mudou nesta quarta-feira, na Guatemala, quando o PGA Tour LA e o Bupa Global, divisão de seguros médicos internacionais do grupo empresarial que oferece ainda seguros e produtos médicos, casas de cuidados especiais, locais de retiro, hospitais, centros de cuidados primários e clínicas dentais, entre outros produtos, anunciaram a criação do “Bupa Challenge”, uma competição à parte dentro do PGA Tour LA, envolvendo quatro torneio, entre eles o Aberto do Brasil, previsto agora para outubro. No calendário da Confederação Brasileira de Golfe (CBG) o Aberto do Brasil ainda aparecia hoje como “a confirmar” e no meio de setembro.

Desafio – O “Bupa Challenge” começa esta semana com o Guatemala Stella Artois Open, e terá outros três torneios:  Quito Open en Ecuador, de 29 de maio a 1º de junho; o Puerto Plata Open, na República Dominicana de 8 11 de junho Equador, e o  64º Aberto do Brasil, em outubro (não foi confirmada a data exata). Além de apoiar esses torneio, o Bupa Global dará um prêmio de US$ 10 mil ao jogador com melhor desempenho na soma dos quatro torneios. O mesmo que acontece já há dois anos com o Zurich Argentina Swing, que também dá US$ 10 mil ao melhor jogador dos quatro torneios do PGA Tour LA na Argentina.

O PGA Tour LA explicou que pretende organizar 19 torneios oficiais em 2017, oito deles já com data marcada, neste primeiro semestre. Ao todo, 265 profissionais de 22 países tem algum tipo de status para jogar no circuito. O Brasil tem dois deles: Rodrigo Lee, que temo cartão integral do circuito, e Rafa Becker, que tem um cartão condicional para o primeiro semestre, mas praticamente assegurou sua presença em toda a temporada após dois bons resultados – 6º e 20º lugar – nos dois primeiros torneios do ano.