Notícias

As valiosas lições para desenvolver o golfe de um grande empreendedor africano

 

Olawale Opayinga Ceo 3e Actuaries - foto div.

As valioas lições para desenvolver o golfe de um grande empreendedor africano

Guillermo Piernes*

DJIBLOHO, Guinea Equatorial (GOLFEMPRESAS) – No coração da Africa, um grande empreendedor mostrou os caminhos para desenvolver o golfe quando a maioria achava que esse esporte estava fora da cultura local.

Olawale Opayinka tomou contato pela primeira vez com o golfe em 1993, quando trabalhava para uma empresa escocêsa.

Hoje é o maior patrocinador alem de diretor do maior torneio da Africa Ocidental, o 3e Actuaries Open, que distribuiu na edição de 2017 um total de U$250 mil.

Tambem foram enviadas as passagens, pago hospedagem no Gran Hotel Djibloho de sete estrelas para todos os participantes, alimentação e transporte terrestre patra umas 140 pessoas em total, durante uma semana.

Isso num país com 720 mil habitantes... Se Olawale estivesse no Brasil o golfe profissional teria apoio para ser mais forte e assim o golfe como um todo...(bom sonhar é ainda gratuíto).

Olawale, o principal motor do esporte na Guinea Equatorial e boa parte da região e o CEO da 3e Consultores.

O empresario lidera um dos mais ambiciosos projetos imobiliarios na costa do pais que inclui dois campos de competição a nivel internacional, na litoranea cidade de Bata.

O empreendimento imobiliario na costa do Atlantico, consistira de residencias de alto padrao e instalaçoes esportivas premium, com as obras com inicio em 2018 e fim em 2020.

Quando concluidos os campos de golfe o grande torneio devera sair de Mongomo e ir para Bata.

Tudo tem a sua raiz no desejo de criar um legado.

"Existem dois caminhos na vida, voce pode ter suceso, acumular fortuna e ficar concentrado em voce mesmo ou optar pelo otro caminho, o de tomar conta da terceira geraçao e buscar afetar positivamente o seu futuro”, disse Olawale.

O grande empreendedor de origem nigeriano comentou que o seu objetivo final e ver crianças africanas disputando o golfe dos Jogos Olimpicos em vinte anos.

"Quero ver os paises africanos entendendo o vinculo entre golfe e investimentos”, disse Olawale.

O empresario quer inspirar as pessoas, difundir entre os africanos “os valores do jogo como disciplina, honestidade e dedicação”.

Sobre a quinta edição do 3e Actuaries Open Olawale resumiu “temos uma grande infraestrutura , um dos melhores hoteis do mundo e um campo de golfe magico”.

Na quinta edição o torneio teve jogadores de 34 paises, entre eles três profissionais da PGA do Brasil com a tacada inaugural a cargo do presidente Teodoro Mbasogo e um grande calor humano da população.

No elegante jantar na vespera do encerramento compareceu o Primeiro Ministro e os Ministros do Esportes e da Justiça, prestigiando o torneio.

Durante toda semana Olawale e a sua esposa Lucie estiveram pessoalmente orientando cada detalhe da organização e conseguiram jogar o torneio para amadores que correu paralelo a disputa profissional.

Paixão, a grande motivação.


*Guillermo Piernes e escritor, palestrante, consultor e editor de Golfe Empresas. Autor de +Liderança e Golfe+, +Tacadas de Vida+ e +Comunicação na America Latina+.

Foi correspondente internacional das agencias Reuters e UPI, portavoz da Organização dos Estados Americanos em Washington e Diretor Geral da OEA no Brasil.